Sindicalistas declaram apoio à greve dos caminhoneiros

Sindicalistas declaram apoio à greve dos caminhoneiros

Presidente do Sindicato Nacional dos Mestres de Cabotagem e dos Contramestres em Transportes Marítimos (SINDMESTRES), Valter Martins Ramos participou, nesta tarde de quinta-feira, 24, de mais uma reunião plenária da União Geral dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (UGT-RJ), entidade sindical da qual o SINDMESTRES é filiado.

A greve dos caminhoneiros foi uma das abordagens do encontro dos ugetistas que aprovaram, unanimemente, uma moção de apoio à manifestação, proposta pelo presidente da UGT-RJ, Nilson Duarte Costa.

“Temos que manifestar nosso apoio ao movimento que já repercute, inclusive, no governo federal. É uma greve legítima, que trará alguns transtornos no dia a dia da população, mas que, certamente, beneficiará todo o Brasil”, afirmou o presidente ugetista, criticando os altos preços dos combustíveis e do pedágio pagos pelos caminhoneiros e que inviabilizam o transporte de mercadorias. “É algo absurdo”, afirmou ele.

As estratégias que estão sendo adotadas pelas entidades sindicais para enfrentar a nova realidade do Movimento Sindical frente às mudanças impostas pela Lei da Reforma Trabalhista, particularmente no tocante ao recolhimento do Imposto Sindical, também foram discutidas.

Ex-deputado federal Constituinte, Vivaldo Barbosa prestigiou da reunião. Conhecido por sua histórica trajetória de lutas em prol  do movimento trabalhista, ele se apresentou, despertando grande interesse de todos, como pré-candidato ao Senado Federal pelo partido Podemos, falando, ainda, de sua inspiração para a retomada da luta pelo trabalhismo e pelo nacionalismo.

“O Brasil vive dias sombrios. E é sobre os sindicalistas que recai tudo isso”, disse ele, chamando os ugetistas para refletir sobre esse momento de “destruição dos pilares do sindicalismo e do trabalhismo”.

Nilson Duarte Costa encerrou a reunião plenária noticiando seu afastamento da central sindical, a partir de junho, por conta da confirmação da sua pré-candidatura a deputado federal, pelo PSD, nas eleições de outubro. Assumirá a Presidência da estadual ugetista Manoel Martins Meirelles, atual secretário de Trabalho da UGT-RJ e presidente da Federação dos Empregados em Turismo e Hospitalidade do Estado do Rio de Janeiro (Fetherj).

print